Sabemos que existe uma diversidade de nutrientes fundamentais para a manutenção de nossa saúde, equilíbrio, bem-estar e para a prevenção de muitas doenças. 

Um dos mais importantes desses componentes é a famosa Vitamina B12, que pode ser encontrada em sua forma ativa como metilcobalamina. Presente em uma série de alimentos, ela atua no corpo humano de inúmeras formas, principalmente na composição do DNA, na manutenção do sistema nervoso e na fabricação dos glóbulos vermelhos.

Por essas e outras, é sempre bom saber quais são as fontes dessa substância, qual a sua importância para o corpo humano e, até mesmo, o que fazer em quadros de deficiência nutricional. A parte boa? Vamos te ajudar nessa empreitada. Continue a leitura para se atualizar sobre o assunto e começar a se cuidar desde já!

O que é metilcobalamina?

Como mencionamos, a metilcobalamina é a versão ativa da famosa Vitamina B12. Por essa razão, essa opção é biodisponível e pode ser absorvida com facilidade especialmente, porque o organismo não precisa convertê-la. 

Em resumo, podemos dizer que a metilcobalamina é a forma mais natural da Vitamina B12, podendo ser obtida tanto por meio de alimentos específicos, quanto com a ajuda de suplementos. 

Metilcobalamina: para que serve?

Uma vez presente no corpo, a substância atua na síntese de S-adenosilmetionina (SAM-e) nutriente responsável por promover mais disposição, ânimo e melhorar o humor do indivíduo. 

Em quantidades adequadas, a Vitamina B12 possui um papel fundamental, aumentando o metabolismo do sistema nervoso central, assim como todo o processo de produção das células vermelhas. 

De acordo com especialistas, o componente também ajuda a diminuir o risco de problemas no DNA e melhora significativamente o desempenho dos músculos. 

Metilcobalamina: benefícios 

Certamente, a Vitamina B12 metilcobalamina consegue oferecer uma série de benefícios para o organismo. A seguir, te contamos mais sobre eles. Anote!

  • Essencial para o DNA: segundo um estudo, realizado pelo Linus Pauling Institute da Oregon State University, a substância consegue reduzir significativamente o risco dos cromossomos serem danificados condição que pode aumentar as chances do indivíduo desenvolver câncer; 
  • Tchau, anemia: a chamada anemia megaloblástica ocorre quando existe uma queda no número de plaquetas e leucócitos, assim como, quando as hemácias surgem em tamanhos anormais. Já com o nutriente em boas quantidades no sangue, há uma melhor formação de glóbulos vermelhos, impedindo que o corpo fique anêmico; 
  • Ideal para o sistema nervoso: o nutriente é essencial para promover a manutenção e melhorar o desenvolvimento do sistema nervoso central. Sem ela, a mielina passa por um desgaste severo, facilitando o surgimento de diversas doenças.

E tem mais! Ainda existem estudos em andamento que apontam outras vantagens da metilcobalamina no organismo. Esse é o caso da possibilidade do nutriente prevenir a depressão, atuar diretamente na regeneração muscular e, até mesmo, ser benéfica para os idosos impedindo o encolhimento do cérebro. Demais!

O que acontece quando há deficiência de metilcobalamina?

Assim como acontece com outros nutrientes essenciais para nossa saúde, a falta de metilcobalamina causa uma série de efeitos nada agradáveis. O primeiro deles diz respeito às lesões no sistema nervoso e que, em alguns casos, podem ser irreversíveis, já que promove a morte dos neurônios. 

Consequentemente, esse quadro acaba favorecendo o desenvolvimento de neuropatias diversas e que apresentam os seguintes sintomas:

  • dificuldade para caminhar; 
  • incontinência urinária; 
  • queimação nos pés; 
  • formigamento nas pernas. 

E, infelizmente, não termina por aí. Fora essas consequências, o indivíduo tem mais chances de sofrer depressão ou anemia megaloblástica. Entre outros efeitos que podem acometer o corpo, ainda é válido destacar: 

  • cansaço excessivo; 
  • tontura ao se levantar rapidamente; 
  • falhas de memória; 
  • déficit de atenção; 
  • alucinações; 
  • icterícia ou "pele amarelada"; 
  • língua com aspecto inchado. 

Quais são as principais fontes de metilcobalamina?

A boa da vez? Existem vários alimentos ricos em Vitamina B12 e que devem fazer parte da sua alimentação diária. São proteínas de origem animal, como é o caso das carnes, dos peixes, dos ovos e dos laticínios. 

Vale destacar que essa substância não pode ser encontrada em alimentos de origem vegetal com exceção daqueles que são fortificados, de forma artificial, com ela. Isso acontece, por exemplo, com a soja e os cereais matinais. Por essas e outras, toda pessoa que segue uma dieta vegetariana ou vegana deve estar atenta a esse detalhe e, se possível, realizar a suplementação do componente. 

Confira abaixo algumas sugestões de alimentos que podem ser integrados tranquilamente a uma dieta diária: 

  • bife de fígado; 
  • coração cozido; 
  • frango cozido; 
  • salmão; 
  • atum; 
  • sardinhas na chapa ou grelhadas; 
  • ostras; 
  • queijo do tipo muçarela; 
  • leite.

O melhor suplemento de metilcobalamina do mercado

Um fato curioso é que, mesmo na natureza, a metilcobalamina pode ser encontrada em quantidades mínimas. Já a sua recomendação diária é de, em média, 2,4 mcg por dia. 

Detalhe que, muitas vezes, faz com que os indivíduos tenham deficiência do nutriente no organismo precisando recorrer à suplementação. O ideal, é sempre realizar um acompanhamento médico e fazer exames de sangue periódicos, a fim de identificar se existe a carência do componente ou não. 

Dependendo do cenário, o nutricionista ou médico responsável poderá indicar a suplementação de Vitamina B12. Em muitos casos, quem passa pela cirurgia bariátrica também deve atentar a esse detalhe. 

O motivo? Após o procedimento, o corpo pode apresentar dificuldade em absorver o nutriente no intestino delgado. Assim, investir em produtos de qualidade e biodisponíveis é sempre a melhor saída. 

Na Belt Nutrition, por exemplo, é possível encontrar diferentes versões da substância, como o Belt B12 Spray, sabor menta. Se preferir, também existe o Belt Vitamina B12, a opção em pastilhas mastigáveis e com um delicioso gostinho de açaí com blueberry. Lembre-se de sempre conversar com o seu médico antes de fazer essa escolha. 

Viu só? Após todas essas informações, sem dúvida, você já está por dentro da importância da metilcobalamina e, até mesmo, quais são as suas principais fontes. 

A partir de agora, é só seguir nossas dicas para ter mais qualidade de vida, disposição e, claro, muita saúde.