Em todos os cantos do mundo, o isolamento social vem sendo adotado como uma forma de combater a COVID-19. E no Brasil, isso não é diferente. Assim como acontece com os adultos, os pequenos também precisam seguir à risca a quarentena, mesmo estando em uma faixa etária menos suscetível a complicações. Mas, é ao longo do dia a dia dentro de casa que muitas mães percebem uma certa dificuldade em adotar uma alimentação infantil saudável.

Afinal, boa parte dessas pessoas continuam cumprindo as suas rotinas de trabalho em modo

home office e, diante da correria, é realmente difícil encontrar boas — e nutritivas — opções de refeições. O resultado? Muitas famílias passaram a consumir de forma excessiva os produtos ultraprocessados que, entre outros fatores, podem colaborar para a obesidade infantil e mal apresentam nutrientes próprios para o desenvolvimento das crianças.

Caso você faça parte desse grupo, continue acompanhando a leitura de hoje. Neste post, contamos dicas infalíveis de como investir em ingredientes balanceados e, ainda assim, conseguir alcançar o máximo de praticidade ao longo das próximas semanas. Vamos lá!

 

Qual a importância da alimentação balanceada na quarentena?

Quando os pequenos, finalmente, saem de férias, é comum que muitos pais os deixem consumir certas guloseimas — e não há nada de ruim nisso. Porém, o mesmo não vale para o período de quarentena.

Mesmo que estejamos passando por um isolamento social e uma grande porcentagem das nossas atividades venham sendo realizadas em casa, é válido lembrar que a rotina alimentar infantil deve seguir exatamente como antes. Ou seja, se os seus filhos têm o costume de ingerir ingredientes nutritivos e saudáveis, esse cuidado precisará se estender por todo o confinamento.

Porém, nem tudo são flores. Muitas mães afirmam que encontram problemas na hora de alimentar os seus filhos. O motivo? A maioria delas culpa a falta de apetite da criança, como também, o desinteresse dos pequenos em relação aos ingredientes saudáveis. Tal cenário é ainda mais frequente entre os 3 e os 7 anos de idade, uma fase pré-escolar em que as crianças estão descobrindo os alimentos. Bem complicado!

 

 

Este não é o momento de desistir. Em tempos de pandemia, precisamos seguir firmes nos itens que são ingeridos em cada refeição. Cuidado este, que é fundamental para que a saúde dos seus filhos se mantenha fortalecida para combater toda e qualquer complicação daqui para frente.

E não apenas disso. Como você já deve saber, uma alimentação correta durante a infância pode promover inúmeros benefícios, sendo eles:

  • melhora o desenvolvimento motor, cognitivo e fisiológico;

  • garante a manutenção do peso;

  • aumenta os períodos de bom humor;

  • proporciona mais disposição ao longo do dia;

  • diminui o risco de desenvolver doenças crônicas e por aí em diante.

 

Como seguir uma alimentação infantil saudável na quarentena?

O lado bom, é que existem diversos truques que podem ser adotados durante a sua rotina na quarentena para que os pequenos continuem se alimentando adequadamente. São dicas simples, rápidas e que, dificilmente, vão comprometer a sua agenda. Veja abaixo!

 

1. Prepare a refeição com a criança

Um conselho dado por muitos educadores, é que a criança participe do preparado de suas refeições. Ao investir nessa ideia, ela ficará mais interessada em todo o processo e, consequentemente, terá vontade de experimentar algo que ajudou a fazer.

É claro que esse processo não precisa ser colocado em prática todos os dias. Para facilitar a sua rotina, considere programar esses momentos para o fim de semana. Você ainda pode preparar porções maiores da refeição, guardá-las em potinhos e armazená-las no freezer, garantindo assim, boas opções de alimentos para os próximos dias.

 

2. Não pule as refeições

Para manter a alimentação infantil saudável durante a quarentena, é essencial não saltar as refeições. Café da manhã, almoço e jantar são os principais momentos para que a criança consuma alimentos e, portanto, não devem ser subestimados.

Nesses pratos, procure investir em ingredientes nutritivos, coloridos e repletos de fibras, indo desde os legumes, até verduras e grãos integrais. Já os lanchinhos da tarde ou noite, podem surgir de uma forma mais leve e divertida, compostos por frutas, pães em pequena quantidade e bolachas.

 

3. Crie versões saudáveis dos snacks

Por falar em lanches, que tal preparar opções leves e nutritivas de alguns snacks? Salgadinhos, cookies e doces diversos devem ser consumidos em versões com menor adição de açúcares, conservantes, gorduras e demais componentes capazes de prejudicar o bem-estar dos pequenos. Como exemplo, sugerimos:

 

  • os chips salgados: preparados com batata-doce ou cenoura e levados ao forno;

  • os cookies: ficam ótimos quando feitos com ingredientes integrais, aveia e cacau;

  • os sorvetes de frutas: devem ser preparados com polpa, água e colocados no freezer para gelar;

  • as castanhas: podem ser consumidas caramelizadas ou com frutinhas secas.

  • as panquecas: são ótimas em receitas integrais e com cobertura de mel, banana, morango, iogurtes magros, coco ralado ou canela;

  • as barrinhas de cereais: substitua as opções industrializadas pelas caseiras. Elas podem ser preparadas com fruta, amendoim, manteiga e raspas de chocolate.

 

4. Invista nos e polivitamínicos

Se mesmo após você testar todos os métodos, o seu filho continuar apresentando dificuldade em consumir alimentos saudáveis, a melhor saída é recorrer aos polivitamínicos.

Muitas marcas conceituadas no mercado já comercializam produtos formulados especialmente para esse público, oferecendo nutrientes que podem estar em falta no organismo infantil, como a vitamina A, C, D, E,, e vitaminas do complexo B. 

Ao ingeri-los, a criança terá um ótimo auxílio para o seu desenvolvimento e conseguirá apresentar um bom fortalecimento imunológico.

Dica: antes de escolher o produto, lembre-se de conversar com um pediatra de sua confiança e verificar se o seu filho, de fato, precisa de suplementação.

 

 

E então, após essa leitura ficou mais fácil aprender como investir na alimentação infantil saudável, mesmo durante esse período conturbado da quarentena?

Caso ainda tenha dificuldade em oferecer bons alimentos ao seu filho e queira investir na suplementação, aproveite para conferir agora mesmo a linha Kids da Belt Nutrition. Será um prazer ajudar você a vencer esse desafio!

 

"