A cafeína, responsável por acelerar o metabolismo, tem total ligação com o gasto calórico. Afinal, essa substância é fundamental para diversos processos fisiológicos, relacionado a energia e disposição. 

Quando consumida corretamente, ela pode trazer diversos ganhos para o seu organismo e rendimento físico. Aqui, vamos explicar melhor o que é metabolismo, os benefícios da cafeína e o que ela tem a ver com gasto calórico. Boa leitura!

Afinal, para que serve o metabolismo?

De maneira resumida, é um conjunto de funções que tem por objetivo controlar os recursos energéticos, para que o organismo consiga suportar suas necessidades de energia e manutenção da estrutura. Ele é dividido em 2 tipos:

  • Catabolismo: é a via degradativa, ou seja, que quebra moléculas maiores, em substâncias mais simples, para liberar energia a partir desse processo. Essa produção é enviada para o corpo inteiro, mantendo diversos processos orgânicos. Aqui ocorrem outros 2 processos diferentes:
    • Aeróbico: só ocorrem quando existe oxigênio, resultando em água e gás carbônico;
    • Anaeróbico: Não existe a necessidade de oxigênio e o resultado são o lactato e o etanol.
  • Anabolismo: via biossintética, que fazem o processo oposto da anterior - as mais simples, são transformadas em substâncias mais complexas. Essa função, é fundamental para processos de crescimento e manutenção de algumas funções vitais.

Então, o que é gasto energético?

Gasto energético é a quantidade de energia necessária para que o nosso corpo mantenha processos vitais em perfeito equilíbrio e funcionamento. 

Aqui, esse gasto tem a estrita relação entre a ingestão calórica que consumimos ao longo do dia, junto às calorias que gastamos através de diversas atividades rotineiras. 

Mas, agora você deve estar se perguntando: o que tudo isso tem relação com a cafeína? A seguir, vamos te explicar com mais detalhes!

Para que serve a cafeína e quais seus benefícios?

É quase certo que, uma das primeiras atividades da sua manhã (e, até mesmo do seu dia), é levantar e tomar uma boa xícara de café, não é? E esse hábito não é tão frequente por motivos banais não!

Bom, para início de conversa, o que seria essa tão conhecida e amada cafeína? Ela é um composto químico, do grupo alcalóide xantina. Apesar de ser constantemente associada ao café, existem outros alimentos que possuem uma concentração ainda maior dessa substância.

Alguns exemplos são a erva-mate, chá-verde, guaraná e cacau puro. Ela tem por sua característica, um aspecto oleoso. Basicamente, sua principal característica e mecanismo de ação, está ligado a ser um neuro estimulante do sistema nervoso central.

Dentre os muitos efeitos da cafeína no organismo, ela tem o “poder” de despertar e promover uma rápida produção de energia. Sendo assim, utilizada para executar diversas atividades - especialmente as físicas, como a prática de esportes.

Alguns dos principais benefícios da cafeína:

Além das já reconhecidas propriedades estimulantes e termogênicas (auxilia na queima de gordura), estudos recentes conseguiram comprovar diversos outros benefícios para a saúde:

  • Estimula a produção de neurotransmissores positivos, ligados às sensações de prazer e bem-estar - como a serotonina e a dopamina;
  • Por ser uma substância alcalina, tem efeito protetivo nas células cerebrais, reduzindo processos degenerativos que geram demência e o mal de Parkinson;
  • Possui propriedade antioxidante, inibindo o crescimento de células de alguns tipos de câncer - como os cólon, ovários e fígado.
  • Auxilia no combate de gorduras localizadas (como a celulite) e auxilia na manutenção da beleza da pele, uma vez que protege suas estruturas.
  • Aumenta o desempenho em atividades físicas;
  • Melhora o estado cognitivo: atenção e melhora o cansaço mental.

Entretanto, apesar de todos seus benefícios, ela é uma substância que se consumida em excesso, pode acarretar efeitos colaterais como: gastrite, úlcera, ansiedade, insônia e etc. Então, o ideal é sempre consumir de forma moderada e seguindo as recomendações para sua necessidade.

A cafeína pode acelerar o metabolismo?

Por sua função termogênica e estimuladora, sim! A cafeína consegue estimular o metabolismo e, consequentemente, o gasto energético. 

Por ser uma substância de rápida ação, ela faz com que as funções metabólicas reajam mais rápido. Dessa maneira, a disposição energética do organismo aumenta e acelera a quebra de gorduras, o que também é uma fonte importante de energia.

E qual a melhor maneira de consumir cafeína?

Agora que você entendeu melhor o que é a cafeína e seus objetivos, é natural questionar qual a melhor maneira de obter essa substância. Conforme falamos anteriormente, existem diversos alimentos que são mais ricos na substância que o próprio café.

Porém, alguns possuem cafeína em altas concentrações, o que pode gerar todos os efeitos colaterais nada positivos. Logo, obter a cafeína diretamente dos alimentos, pode ser um “tiro no escuro”, uma vez que não tem como se controlar a quantidade de ingestão exata.

Logo, nesse caso, a melhor alternativa para você aproveitar todos os benefícios da substância, sem correr riscos de consumir em excesso, é contar com um bom suplemento de cafeína:

Belt Energy - cafeína + taurina

Nosso suplemento Belt Energy, foi especialmente desenvolvido para aquelas pessoas que buscam ter mais energia no seu dia-a-dia e querem contar com os benefícios da cafeína de maneira segura e eficiente!

Ele consegue melhorar seu estado de alerta, combatendo o cansaço (físico e mental) e potencializando o estado cognitivo. Além disso, tem propriedades termogênicas, que maximizam a performance em atividades esportivas.

Nossa cafeína possui efeito de liberação lenta, mas, como assim? Ela é uma versão mais potente e muito mais termogênica e faz com que sua liberação seja feita em até 6 horas, estendendo seus efeitos. Além disso, o suplemento é potencializado com a taurina, outro grande termogênico e antioxidante.

E aí, o que está esperando para conhecer sua fonte diária de energia e disposição? Confira mais sobre esse produto e seus benefícios!