Muitos estudos e discussões são realizados para tratar de um assunto que não deveria ser mais um tabu na sociedade: a orientação sexual e a forma como as pessoas se identificam. 

Através de anos de muitas lutas e sofrimentos, a comunidade ganhou força e representatividade na sociedade e neste ano, o STF aprovou a criminalização da homofobia e hoje, caso demonstre que alguém cometeu atos de homofobia ou transfobia, as penas poderão chegar até 5 anos de prisão. 

Mas nem sempre foi assim. Conheça mais sobre o movimento e a evolução da sociedade com relação a esse assunto mundialmente: 

A sigla LGBTQI+ 

Para evoluir com a forma com que a identidade de gênero e orientação sexual de cada pessoa é expressa, o movimento sentiu a necessidade de ampliar a sigla e somar forças. 

LGBTQI+, em resumo, é: lésbica, gays, bissexuais, transexuais, queer, intersexuais e o + para assexualidade e pansexualidade. 

O principal objetivo do aumento da sigla foi o de permitir que elas se sintam representadas

A criminalização da homofobia no mundo

  • Chile: O Chile tornou-se o primeiro país da América Latina a aprovar uma lei antidiscriminação,em 2012. A proposta tramitou no congresso chileno por muitos anos e apenas foi aprovada - infelizmente - com a morte de um rapaz gay, de apenas vinte anos, espancado até a morte por neonazistas. As penas são multas que podem chegar a US$ 4 mil.
  • Finlândia: Em 1995 a Finlândia tornou crime a homofobia e em em 2005 estendeu a lei para travestis e transsexuais. No ano de 2014, pessoas LGBT receberam proteção legislativa contra discriminações para conseguir emprego e ter acesso a educação e saúde.
  • Espanha: A Espanha proíbe crimes e discursos de ódio com relação à razão social da pessoa desde 1995, mas ainda não há uma lei contra empregadores que escolham não contratar uma pessoa LGBTQI+. 
  • França: Em 2002 a França sancionou uma lei que incrimina injúrias e agressões motivadas por orientação sexual. A pena é de até 7 anos prisão.
  • Canadá: No Canadá, em janeiro de 2017 foi adicionado os termos “identidade de gênero” e “expressão de gênero” na lei de direitos humanos e com isso é proibido ofender ou restringir direitos do cidadão, seja em seu modo de falar ou quanto sua forma de vestir. 

Nós apoiamos o amor desde o início

Em homenagem a todas as pessoas que sofrem ou já sofreram por ser quem são, nós lançamos o Rainbow for all, que aceita e apoia todas as formas de amor como elas são. 

O Rainbow for all, contém Maca Peruana, guaraná, vitaminas e minerais. Ele fornece benefícios como aumento de imunidade e ajuda a reduzir o esgotamento físico e mais energia e vitalidade devido a presença do guaraná. 

Contém vitaminas do complexo B, responsáveis pela melhora da saúde mental, como aumento de memória e concentração. 

A maca peruana, além de aumentar a libido, também ajuda na produção de hormônios saudáveis, sendo considerada benéfica na melhora de infertilidade.


São diversas as vantagens para proporcionar a você a melhor experiência em seu dia a dia com Rainbow for all!