A falta de libido pode ser ocasionada por diversas causas, umas um tanto quanto óbvias e outras que requerem análise para saber a causa do problema. A falta de libido é maior nas mulheres, porém afeta homens, principalmente na faixa de 30 a 39 anos, um estudo publicado em Portugal constatou que os homens são mais afetados pela baixo de libido nessa fase da vida devido o estresse, que afeta a convivência com a parceira (o).

Em homens a falta do impulso sexual pode ser ocasionado também pelo cansaço excessivo ou ansiedade. Fatores como doença renal, diabetes e hipertensão são causas orgânicas que levam a falta de libido e muitas pessoas não associam esse problema a essas doenças. Contudo, pode ocorrer a falta de ereção, gerar frustação e isso tornar-se um ciclo multifatorial com consequência negativa no sexo.

Em uma pesquisa realizada pelo Cresex (Centro de Referência e Especialização em Sexologia) revelou que quase 50% das mulheres que procuram ajuda médica sofrem de diminuição do desejo sexual e tem dificuldades para atingir o orgasmo. Há vários fatores nas mulheres que podem ocasionar essa baixa de libido, mas todo problema tem uma solução, portanto, se você sofre com isso não pense que é uma causa perdida. Nas mulheres uma combinação de detalhes antes do sexo faz toda a diferença, como carinhos e estimuladores.

Hormônios são fatores importantes quando se fala em libido, estrogênio (hormônio feminino) e testosterona (hormônio masculino) devem sempre ser avaliados através de exames bioquímicos, pois índices baixos estão sempre associados a falta de desejo sexual, além de outras alterações no organismo. Pílula anticoncepcional também é um fator negativo, estudos comprovam que mulheres que fazem uso desse contraceptivo tem menos libido comparado a outras, isso porque as pílulas são a base de hormônios que diminuem a vontade de fazer sexo. Depressão é responsável por 40% dos casos de libido zero, porque a serotonina, conhecido como hormônio do bem-estar e felicidade, fica baixo nessa doença, gerando tristeza, infelicidade, fadiga e desejo sexual baixo.

Amamentação também é um fator que diminui a libido, nesse período a mulher produz um hormônio chamado prolactina, que é o responsável pela produção de leite, muito rico em nutrientes e importante para nutrição do bebê, em compensação diminui hormônios sexuais. Sentir dor durante o sexo não é legal, seja em homens ou mulheres, portanto, é mais comum em mulheres e isso tem uma explicação, a dispareunia (dor durante o ato sexual) pode atingir a vulva, canal vaginal e até o útero, os motivos podem ser diversos, como ansiedade, endometriose ou uma cistite causando “medo” e diminuindo a vontade de fazer sexo.

Como pudemos observar, a falta de apetite sexual pode ser causado por diversos fatores, estar de olho na sua rotina, observar seu corpo e acima de tudo ter uma relação sustentável e prazerosa contribuem positivamente para manter a libido sempre em alta.

Quer ter uma vida sexual mais ativa?

Confira nosso blogpost onde separamos dicas exclusivas para tornar a tua vida sexual mais ativa: 10 dicas para uma vida sexual mais ativa