O colágeno é uma importante proteína, fundamental para o funcionamento do nosso organismo. No senso comum, ele é muito associado à saúde da pele, cabelo e unhas.

Mas, será que essas são as únicas atribuições desse nutriente? Muitos ainda se questionam para que serve o colágeno, seus benefícios e como pode ser consumido. Para entender melhor sobre essa substância, continue lendo nosso conteúdo à seguir:

O que é colágeno e para que ele serve

Como já dissemos acima, é uma proteína, fundamental para diversos processos do nosso organismo. Principalmente relacionados a saúde de tecidos - como pele, articulações, músculos, tendões e até ossos!

Existem diversos tipos de colágeno - do tipo I ao XII. E cada um tem sua função específica e vai atuar em uma determinada área do corpo. Além disso, é o nutriente mais presente no organismo humano: somente ele, representa mais de 30% da presença de proteínas. Incrível, não?

Basicamente, o colágeno é responsável por manter elasticidade e, ao mesmo tempo, resistência para as regiões em que atua. Afinal, a maioria dos órgãos e tecidos precisam ser flexíveis aos movimentos (voluntários e involuntários. Porém, ao mesmo tempo, precisam ser resistentes ao desgaste imposto.

Além disso, é o colágeno que impede o desgaste de articulações e músculos. E esse processo é natural de acordo com o envelhecimento e, também, determinados processos que causem a diminuição desse nutriente. 

Tipos de colágeno

Já demos uma pequena introdução acima, mas, cada tipo de colágeno tem sua função específica no corpo. À seguir, vamos explicar de forma resumida um pouco sobre cada um:

Tipo I, II, V, IX, X, XI:

Esses 5 tipos, agem em áreas similares ou complementares. São facilmente localizados em partes que necessitam de mais resistência, pois, sofrem muito desgaste e pressão.

Como exemplo, atuam na cartilagem fibrosa, tendões, tecido conjuntivo e córnea, ossos e pele. Além disso, ajudam a recuperar cartilagem, presentes nas articulações.

Tipo III e XII

Ambos os tipos atuam diretamente em músculos - acelerando sua recuperação e em outros tecidos fibrosos. Mas, também tem importante função diretamente em órgãos como: coração, pulmão, fígado, intestino e útero.

Tipo IV

Fortemente encontrado em estruturas similares ao rim, sua principal atuação é nos processos de filtragem e sustentação de células.

Tipo VI e VII

Esses tipos atuam principalmente em tecidos conjuntivos, como: células sanguíneas, camada mais profunda da placenta, pele e discos invertebrais (presentes na coluna).

Tipo VIII

Ele protege células que formam e revestem a parte interna dos vasos sanguíneos, garantindo sua integridade.

O corpo produz colágeno sozinho? Onde posso encontrá-lo?

Por ser a proteína mais presente no organismo, o corpo consegue sim produzir sozinho o colágeno. Porém, com uma pequena e importante condição: sem a quantidade necessária de vitamina C, o corpo perde a capacidade de fabricar essa substância.

Isso leva a deficiência e pode ter consequências sérias e irreversíveis a médio e longo prazo. Como já demonstramos anteriormente, sem ela, nosso organismo perde a capacidade de regenerar e proteger diversas estruturas fundamentais.

Além da produção própria (quando os níveis de vitamina C estão saudáveis), diversos alimentos são ricos nesse nutriente. Entre eles, podemos citar:

  1. Carnes brancas -o peixe, por exemplo, é rico em ômega 3, colágeno e Vitamina C; além das vermelhas, que também tem essa característica;
  2. Iogurte desnatado e queijo tipo cottage;
  3. Oleaginosas, como castanhas e amêndoas;
  4. Frutas - especialmente as cítricas (que são ricas em Vitamina C) e vermelhas;
  5. Aveia e soja.

Mas, existe um ponto de atenção: a partir dos 30 anos, as pessoas começam a reduzir naturalmente a capacidade de produzir por si mesmos o nutriente. E aí, o que deve ser feito?

Quando isso acontece, o ideal é recorrer à suplementação!

Devido a diversos fatores - deficiência nutricional, intolerância ou até mesmo cirurgias como a bariátrica - muitas pessoas são incapazes de absorver apenas pela alimentação os nutrientes que necessitam. Entretanto, é fundamental se atentar a um ponto:

Sempre procure recomendação médica! Normalmente, a suplementação pode ser recomendada a partir dos 30 anos. Mas, isso varia de corpo a corpo e o profissional deve avaliar seus exames. Afinal, o excesso pode sobrecarregar os rins ao tentar eliminar.

Para esses casos, existe uma ótima solução: as suplementações de colágeno! No mercado, o suplemento mais encontrado é em formato de cápsulas ou em pó. 

Os produtos são feitos com os colágenos tipo 1 (normalmente hidrolisado) e o tipo 2. Abaixo, confira as melhores suplementações do mercado quando falamos de colágeno:

Conheça os suplementos de colágeno da Belt

Nós da Belt Nutrition nos preocupamos em sempre disponibilizar o melhor suplemento, com a qualidade e quantidade de nutrientes que você, e sua saúde, precisam.

Cada um deles tem sua ação específica e que vai repor as proteínas que estão sendo perdidas na correria do seu dia-a-dia. Confira nossos dois suplementos:

Belt Colágeno Plus Hidrolisado

O Colágeno Hidrolisado da Belt é feito com o tipo 1, que passa pelo processo de hidrólise. Diferente do colágeno comum, que utiliza a proteína natural, essa alteração química faz com que as moléculas sejam quebradas e fiquem menores.

Dessa maneira, com as partículas reduzidas, o corpo consegue absorver-las mais rapidamente, garantindo maior eficiência. Além disso, esse processo permite adicionar outros nutrientes essenciais, como vitaminas. 

Toda essa combinação, garante mais saúde e vitalidade para cabelos, peles e unhas. A vitamina impede o envelhecimento precoce, ajuda na recuperação e acelera o crescimento dessas estruturas. Incrível, não?

Belt Moove Colágeno Tipo II

O Colágeno Tipo II conta com a proteína pura, ou seja, não desnaturada. O tipo II é recomendado para o tratamento de doenças crônicas que afetam articulações, como a artrose e outras dores que tiram a qualidade de vida daqueles que sofrem delas.

Além de tratar as condições já instaladas, a suplementação pode prevenir o envelhecimento das articulações, combatendo os radicais livres e os desgastes naturais do envelhecimento. Tudo isso é possível, porque, além da proteína, nosso suplemento é enriquecido com vitaminas e minerais.

Benefícios de consumir colágeno

Além dos motivos óbvios e centrais - como proteger seus músculos, articulações e ossos de se desgastarem permanentemente - suas vantagens não acabam por aí:

  • Recuperação e fortalecimento de estruturas como cabelo e unhas;
  • Dá mais beleza para a pele, uma vez que promove firmeza, previne o envelhecimento precoce e mantém sua hidratação;
  • Pode ajudar no tratamento da osteoporose;
  • Auxilia nos processos de recuperação e cicatrização - principalmente depois de procedimentos cirúrgicos; entre muitos outros!

E aí, o que achou do nosso conteúdo? Sempre fique atento a sua saúde, se cuide e siga as recomendações médicas. A suplementação está aí para melhorar sua saúde e qualidade de vida!