A gravidez é um momento muito especial e desejado, principalmente por quem sempre sonhou em ter um filho. Mas, também é um período muito delicado, marcado por desafios e necessidades específicas.

Mais do que nunca, para melhorar a saúde das gestantes, é preciso apostar em diversos nutrientes, como os minerais. Mas, um deles é extremamente importante e tende a apresentar deficiência facilmente, especialmente durante a gestação.

Para entender melhor sobre a importância do ferro na gravidez, as consequências da falta dele e também como melhorar a saúde das gestantes e dos bebês, continue a leitura:

 

Mas o que é ferro?

O ferro é um mineral fundamental para nosso corpo, pois ele atua em diversos processos químicos do organismo - especialmente o metabólico. Ele é o precursor da formação e fixação da hemoglobina - o pigmento vermelho do sangue, responsável por transmitir oxigênio pelo corpo.

Além disso, ele também age na produção de colágeno e elastina, além do fortalecimento do sistema imune e regulagem de neurotransmissores essenciais.

 

Para que serve o ferro na gravidez?

Ele é um dos principais nutrientes quando falamos do desenvolvimento fetal, ao ponto que, a partir do terceiro trimestre da gravidez, a exigência do nutriente aumenta ao ponto que é comum a mulher ficar anêmica.

Por participar de quase todos os processos do organismo, ele interfere em diversos processos durante o desenvolvimento do bebê na gestação. Confira abaixo alguns deles:

  • Reduz o risco de nascimentos prematuros;
  • Melhora os índices de mortes das mamães durante e pós parto;
  • Aumenta a imunidade da mãe, evitando infecções graves;
  • Ajuda na formação neurológica do feto, aumentando sua cognição e aprendizado;
  • Atua no crescimento saudável do feto e da criança.

Incrível como um único nutriente, que passa despercebido por muitas vezes, é capaz de realizar tantos efeitos benéficos para a saúde das gestantes e bebês. Agora é possível perceber a importância do ferro na gravidez, não é mesmo?

E quais são as consequência da falta de ferro na gravidez?

Um dos principais problemas da deficiência do mineral nesse período, é a anemia. Uma mãe anêmica, está mais sujeita às complicações da gravidez, mais infecções e outros problemas. Tonturas, enjoos, enfraquecimento de cabelos e unhas, ferimentos que demoram a cicatrizar e zumbido, são os principais sintomas do problema.

Além disso, ficar muito tempo nesse estado, coloca a vida da mãe e do feto em grandes riscos. Para o bebê, a falta de ferro na gravidez, ocasiona problemas no desenvolvimento da placenta, levando a baixo níveis de nutrientes e ainda, aumentando o risco de parto prematuro e com o bebê subdesenvolvido. 

 

Então, como melhorar a saúde das gestantes?

Acredito que estamos todos de acordo sobre a importância do ferro e porque ele não pode faltar de jeito nenhum na rotina da gestante, certo? 

Agora, está na hora de descobrir quais são os alimentos ricos em ferro na gravidez e qual é o melhor parceiro da mulher nesse momento tão especial da vida. Vamos lá?

Alimentação rica em ferro:

Nos primeiros trimestres da gestação, é comum ocorrerem episódios de anemia e baixo ferro no sangue. Isso ocorre porque a hemoglobina acaba ficando mais baixa, devido a necessidade maior dela no organismo.

Os alimentos são as fontes mais certeiras e recomendadas para obter todos os nutrientes que o corpo precisa, especialmente durante a gravidez. Confira abaixo as principais fontes desse nutriente:

 

  • Fígado: é  rico em ferro e possuem altas concentrações do mineral;
  • Leguminosas: o feijão e a lentilha, também são conhecidas por terem alta disponibilidade de ferro; importante sempre associar uma fonte de vitamina C junto, para auxiliar na absorção, como laranja, abacaxi e acerola.
  • Vegetais verde-escuros: espinafre e couve, são ricos em ferro, também possuem diversos outros nutrientes essenciais, como a vitamina C, que também combate a anemia, importante sempre associar uma fonte de vitamina C junto, para auxiliar na absorção.

 

Mas, além do ferro, é recomendado incluir na rotina alimentos que possuem alta concentração de Vitamina C. Ela funciona como uma “cola” no organismo, maximizando a absorção do mineral e melhorando os seus efeitos benéficos. Aposte então em frutas ou sucos com laranja, limão, abacaxi e tangerina, por exemplo.

 

Escolha a suplementação certa!

A suplementação de ferro na gravidez é extremamente comum e é raríssimo encontrar uma mulher que não teve que fazê-lo quando esteve grávida. Isso porque, a necessidade do nutriente pelo corpo, é muito maior do que a capacidade de repô-lo apenas com a alimentação.

Sendo assim, na hora que estiver se perguntando qual vitamina tomar na gravidez, opte por aquela que entregar tudo que o seu corpo e o seu bebê precisam! 

A Belt Nutrition, por exemplo, é especialista em suplementação, ainda mais nesse momento! O Belt Ferro, Vitamina C e Ácido Fólico, é um combo super-poderoso, que agrupa os 3 principais nutrientes associados ao ferro e seus benefícios.

O ácido fólico atua junto ao ferro na prevenção de anemia e transporte de oxigênio pelo corpo. Enquanto a Vitamina C maximiza a absorção do mineral e evita sua perda. Além disso, em nossa fórmula só utilizamos o mineral quelato - que melhora a capacidade de ser absorvido e aproveitado pelo organismo.

Como tomar ferro na gravidez?

A indicação para suplementar e sua quantidade deve seguir sempre a orientação médica do seu especialista de confiança. Mas, nós da Belt recomendamos o uso de uma cápsula ao dia, sempre se atentando a consumir com água!