A falta de libido (desejo sexual) é um problema comum que afeta muitas mulheres na menopausa. Isso acontece porque, durante esse período, o corpo da mulher passa por uma série de alterações às quais é necessário se adaptar.

Infelizmente, a falta de libido na menopausa, pode causar problemas de relacionamento, além de problemas emocionais e até mesmo de autoestima. A boa notícia é que existe solução! 

Para muitas mulheres, as chamas do desejo sexual continuam fortes após a menopausa. Quer saber como? Daremos as dicas no artigo de hoje!

Falta de libido e menopausa

Reconhecer as reações do seu corpo é mais uma parte do processo. A maioria das mulheres conseguem ter uma vida sexual satisfatória durante a menopausa, porque elas foram capazes de entender e se adaptar às mudanças que ocorrem em seu corpo.

No entanto, a menopausa pode afetar as relações de diferentes maneiras. Vamos entender algumas delas e quais são as soluções.

Secura vaginal

Vamos começar no início dos problemas sexuais na menopausa: a área vaginal não lubrifica mais como antes, causando ressecamento e até mesmo irritação.

Isso faz com que a dor ocorra durante a relação sexual. No entanto, este é um dos sintomas mais fáceis da menopausa para combater. Muitas mulheres experimentam lubrificantes assim que começam “sentir dor” durante o sexo. Porém, lubrificantes e hidratantes vaginais não são suficientes.

Uma outra alternativa, é o uso de suplementos com Maca Peruana e do famoso Shot  Hyaluronic, eficaz na lubrificação das mucosas. A formulação exclusiva destes ajuda a aumentar a libido e melhorar a vida sexual.

Apetite sexual reduzido

Outro grande problema que ocorre na menopausa é a perda de apetite sexual.

A diminuição dos estrogênios causa falta de libido, de modo que, uma em cada duas mulheres, tem menos apetite sexual. Por outro lado, deve-se ter em mente que essa falta de libido geralmente está associada a outros fatores, como: irritações causadas pela secura vaginal, ondas de calor, cansaço e alterações de humor.

Por isso, é necessário analisar os diferentes motivos que fazem você se sentir dessa maneira e, depois de conhecê-los, remediá-los da forma adequada.

Vale ressaltar que esse sintoma é normal, e não é recomendado forçar-se a ter relações e sim conversar com seu parceiro ou parceira para passarem juntos por este período. 

Menos intensidade em seus orgasmos

Ao perder a tonificação no assoalho pélvico, os orgasmos e as contrações associadas tendem a ser menos intensos.Portanto, é comum, que especialistas recomendem os exercícios de Kegel para tonificar a área pélvica.

Outros exercícios, como pilates e yoga, te ajudarão a manter uma respiração correta, orientada para melhorar suas relações sexuais (e muitos outros aspectos importantes).

Por isso, se você fizer um pequeno esforço para melhorar seu desejo sexual, a excitação, lubrificação e a tonificação pélvica, não apenas combaterá a falta de libido na menopausa.

Mudanças de humor

As alterações hormonais típicas da menopausa causam instabilidade emocional que leva a mudanças de humor, tendência à irritabilidade e extrema sensibilidade.

Em alguns casos, o desejo de fazer sexo pode diminuir para níveis inesperados. 

Alguns especialistas recomendam meditação diária de vinte minutos para ajudar a aliviar o estresse e melhorar o bem-estar. Os níveis de GABA — popularmente conhecido com o tranquilizante natural do organismo — e, os níveis de serotonina no cérebro, aumentam durante a meditação, o que poderá te ajudar a sentir calma e revigorada.

Esses hormônios também aumentam o humor e melhoram a libido na menopausa.

Aumento de peso

Embora a menopausa, como tal, não engorde, ela coincide com uma série de alterações no corpo que causam mais tendência a acumular gordura e líquidos.

Isso significa que você pode não parecer igual, ou não se sentir muito confortável consigo mesma Além disso, estados emocionais instáveis ​​podem criar mudanças na dieta que também afetam o ganho de peso.

Confira algumas medidas simples que podem contribuir para reverter o aumento do peso e o risco metabólico na menopausa:

Obs.: devido à deficiência de ferro na terapia de reposição hormonal, o uso da Vitamina Belt Ferro é bastante eficaz.

Trabalhando com seu parceiro

A comunicação com o seu parceiro ou parceira é a base de um relacionamento sexual saudável, portanto:

  • Compartilhe: não tenha vergonha de expressar os seus sentimentos com o seu companheiro ou companheira. É importante que entendam o que você está passando para poder te ajudar e participar mais. Invista nas preliminares, nos carinhos e elogios.

  • Experiência: se a relação sexual for dolorosa, vocês dois podem tentar novas técnicas que possam ser mais confortáveis. 

  • Use a imaginação: sair da rotina, planejar escapadas, ir a lugares diferentes e ter experiências divertidas que incluem estimular os sentidos, são excelentes para reavivar o fogo no casal.

Não tenha dúvidas de que, conversar abertamente com seu parceiro, ajudará os dois a se sentirem melhor e talvez, até fortalecer seu vínculo durante essa transição da vida.

Como seu médico pode ajudar!

Seu médico pode oferecer mais do que apenas apoio moral e conselhos para tratamentos em casa durante a menopausa. Ele também pode recomendar uma terapia hormonal.

A terapia hormonal pode ajudar na falta de libido, a regular as mudanças de humor e algumas outras alterações hormonais que ocorrem durante esse período de transição.

Mas atenção: a terapia hormonal vem com vários efeitos colaterais próprios, portanto, é importante discutir os possíveis benefícios e riscos com seu médico antes de decidir usá-la.

Outra ajuda eficaz para a menopausa: Linha Femme

A Linha Femme é um suplemento — com Gogi berry, vitaminas e minerais — destinado às mulheres que enfrentam a menopausa.

Sua formulação exclusiva oferece aumento significativo da libido e melhora da vida sexual.

Além disso, o produto é 100% natural, combate o stress e o cansaço, aumenta a fertilidade, auxilia em dietas de emagrecimento, combate a osteoporose e anemia. Este suplemento pode ser bastante eficaz quando não há nenhum problema de saúde associado.

Outra opção muito eficaz é o Cálcio Max, que repõe a produção hormonal, principalmente de estrógeno, sendo a recomendação de muitos ginecologistas a reposição de cálcio nessa etapa. 

Esperamos que o assunto de hoje tenha ajudado você!

Compartilhe com a gente se você também teve falta de libido durante a menopausa e como está lidando com o problema.

 

"